Índice deste artigo:

home officeDo ponto de vista psicológico, quais as vantagens e desvantagens em trabalhar em casa?

Vantagens: possibilidade de menos agentes estressores direta e indiretamente relacionados (deslocamento até o local de trabalho, cobranças por parte de superiores, que podem interferir no desempenho do trabalhador, dentre outros), maior contato com a família, possibilidade de trabalhar em horários mais flexíveis (o que pode abrir espaço, por exemplo, para a realização de cursos, graduações, etc.).

Desvantagens: necessidade de grande autodisciplina para cumprir os horários e motivação para o trabalho na presença de distratores domésticos (parentes, equipamentos eletrônicos, possibilidade de fazer mais lanches fora de hora, etc.), o trabalhador pode ficar entediado por permanecer em casa em tempo integral, diminuição das relações interpessoais diárias "ao vivo" entre os colegas de trabalho e conflitos familiares, que podem interferir no desempenho do trabalhador.

 

O trabalhador fica menos estressado no dia a dia?

Depende. Espera-se que sim. Um dos maiores problemas das grandes cidades é o tempo de deslocamento entre as residências e os locais de trabalho, associado aos engarrafamentos, que fazem com que o trabalhador acorde mais cedo e perca um tempo considerável durante seu trajeto casa-trabalho e trabalho-casa. Isso é ainda mais complicado quando o trabalhador é também estudante e, além de seu local de trabalho, precisa ir também até o local onde estuda. Essa coincidência de horários pode deixá-lo cansado e estressado, porém existem pessoas que gostam desse ritmo de vida dinâmico e agitado e, provavelmente, não se adaptariam a permanecer em casa em tempo integral.

O home office funciona bem para pessoas organizadas e que possuem um grau saudável de autocobrança, ou seja, sabem cobrar de si mesmas um determinado desempenho, sem fazer cobranças irrealísticas. Para pessoas com esse perfil, costuma ser muito proveitoso trabalhar com um ritmo mais flexível, distante das cobranças diárias de chefes e superiores, pois se sabe que o profissional irá administrar bem seu tempo de trabalho e sua vida pessoal. Por outro lado, essa dinâmica não funciona bem com pessoas com um perfil mais "acomodado", que necessitam ser cobradas para alcançarem resultados satisfatórios no trabalho, pois podem acumular serviço por não terem de perto a cobrança de seus superiores. Esse acúmulo de trabalho seria um agente estressor em potencial. Uma pessoa com perfil workaholic também pode ter problemas para se adaptar ao home office, já que terá dificuldades em separar sua vida profissional da vida pessoal, podendo trabalhar em tempo integral, sem horário de descanso, tornando-se mais estressada do que se trabalhasse fora de casa, com horários fixos.

Publicidade

Calcule seu IMC