Índice deste artigo:

Complicações do diabetes: fique atento aos cuidados com os pés

O diabetes é uma doença capaz de ocasionar inúmeras complicações ao seu portador, entre elas os sintomas do "pé diabético", que podem levar até mesmo à amputação de membros. Tire suas dúvidas sobre o tema e conheça algumas recomendações que podem prevenir consequências mais graves a partir dos esclarecimentos do Dr. Luiz Roberto Felizzola, mestre e doutor em Cirurgia Vascular pela Unicamp.

 

Por que o diabetes pode trazer complicações para os pés?

O diabetes causa diminuição da sensibilidade dos pés, atrofia, ressecamento e rachaduras da pele, além de favorecer infecções por reduzir a defesa (imunidade). Ele também reduz a circulação nos grandes e pequenos vasos e causa alterações do posicionamento dos dedos e ossos internos dos pés.

 

Quais são essas complicações e o que elas podem ocasionar ao paciente diabético?

As complicações mais frequentes são as micoses entre os dedos e das unhas, rachaduras dos pés e ferimentos por trauma dos calçados. Uma vez que não tem sensibilidade adequada no pé nem boa defesa, o diabético frequentemente apresenta essas lesões sem sentir dor, podendo ferir os pés em calçados inadequados ou por trauma sem perceber. Como não tem boa defesa local, essas pequenas lesões infeccionam com muita facilidade e a infecção evolui muito rápido, levando à amputação de dedos, pés e pernas com poucos dias de evolução. Vale ressaltar que 80% das amputações são realizadas em diabéticos.

 

As complicações nos pés decorrentes do diabetes podem ser tratadas ou são irreversíveis? Quais são os tratamentos e diagnóstico?

A maior parte das complicações é irreversível. Sendo assim, o melhor tratamento, como tudo na medicina, é a prevenção. Em relação ao diagnóstico, não são necessários exames locais muito elaborados, pois, normalmente, o exame físico realizado por médico vascular é suficiente para casos simples. Entretanto, casos mais graves podem necessitar de exames específicos como radiografias, tomografia, ressonância magnética ou arteriografia.

 

O que a ciência tem desenvolvido no sentido de combater o problema com mais eficiência?

A evolução da medicina nos traz melhores medicamentos para controle do diabetes, exames e tratamentos pouco invasivos e, principalmente, a melhor compreensão do mecanismo de agressão do diabetes sobre os tecidos.

 

Quais são as recomendações para evitar o problema?

O adequado controle do diabetes com seguimento médico adequado e o uso de complexo B cronicamente podem reduzir a perda de sensibilidade pela degeneração de nervos, atrofia dos músculos e ressecamento da pele. O controle do diabetes, da pressão e dos níveis de colesterol e triglicérides reduz o risco de oclusão de vasos nas pernas.

Publicidade

Calcule seu IMC