Índice deste artigo:

Falta de oxigenação no cérebro: descubra o que ela pode causar

O Brasil todo tem acompanhado o caso de Pedro Leonardo, filho do cantor Leonardo e que sofreu um acidente automobilístico no último mês de abril. Nas últimas semanas, o médico que atende o cantor, Dr. Roberto Kalil Filho, afirmou que o seu paciente apresentou quadro de falta de oxigenação no cérebro e que, de agora em diante, a recuperação poderá ser lenta.

De acordo com a Dra. Eliana Melhado, neurologista e professora da Faculdade de Medicina de Catanduva (SP), o traumatismo craniano como o sofrido por Pedro Leonardo não é a única causa da falta de oxigenação no cérebro. "Vários fatores podem levar a uma falta de oxigenação cerebral, que é também chamada de isquemia cerebral: um derrame (acidentes vasculares cerebrais), um traumatismo craniano e os infartos devidos a trombose ou embolia. São as doenças mais frequentes do Sistema Nervoso Central", explica.

Na oxigenação cerebral, existe um grande consumo de oxigênio e glicose por parte do encéfalo, o que exige um grande fluxo sanguíneo para o abastecimento. Quando esse fluxo é interrompido por um período maior do que sete segundos, pode haver a perda de consciência do indivíduo. Já em um período de tempo que passa dos cinco minutos, os danos podem ser irreversíveis, já que as células não se regeneram nesse caso.

Publicidade

Calcule seu IMC