Índice deste artigo:

Dor de ouvido em criança: saiba o que pode e o que deve ser feito

As dores de ouvido acometem bebês e crianças durante o ano todo, seja no verão ou no inverno, e precisam ser devidamente tratadas para não trazerem maiores prejuízos à saúde. Confira as dicas da Dra. Tania Maria Sih, Professora Doutora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e especialista na área de Otorrinopediatria, e saiba como proceder e identificar as diferentes formas de manifestação.

 

Otite externa

As dores de ouvido "de verão" são chamadas de otites externas e são causadas pela maior exposição à água de piscinas, praias, chuveiros e banhos, o que é comum nas estações quentes do ano. Elas podem ser contraídas no mesmo ou no dia anterior do aparecimento do primeiro sintoma, que é apresentado quando a criança reclama de dor aguda, por exemplo, quando, ao trocar de roupa, a camiseta passa e encosta na orelha.

Na otite externa, pode ocorrer a drenagem de pus, deixando o cabelo da criança melado e grudado na orelha. Trata-se de uma dor bastante intensa, não acompanhada de febre, e que é tratada com curativos e limpeza da secreção, além de gotas tópicas de antibióticos específicas para otite externa. Além do tratamento local, é prudente evitar o contato com a água na orelha na hora do banho, até que a infecção melhore. Nessa situação, vale lembrar ainda que não há necessidade de prescrição de antibiótico por via oral, apesar de muitos profissionais indicarem esse tipo de medicação. O tratamento é tópico.

Publicidade

Calcule seu IMC