Índice deste artigo:

Austismo

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia mostra que as chances de uma criança com um irmão autista desenvolver o mesmo transtorno é maior do que se pensava: 19%. Anteriormente, esse número variava entre 3 e 10%.

Os pesquisadores verificaram também que há um risco ainda mais elevado em crianças do sexo masculino – mais de 26% – e com mais de um irmão mais velho com autismo – 32%. As crianças do sexo feminino representam 9%. Segundo Sally Ozonoff, professora de psiquiatria e ciências comportamentais da universidade, este é o maior estudo voltado aos irmãos de crianças com autismo já realizado. “Não há nenhum outro que identifique esse risco”, explica. Além desses dados, o estudo mostra que há fortes evidências de que fatores genéticos desempenham um papel crítico na vulnerabilidade para o desenvolvimento do autismo.

Publicidade

Calcule seu IMC