Índice deste artigo:

Hemorragia cerebralO que é hemorragia cerebral?

Hemorragia Cerebral (HC) é o sangramento espontâneo para o tecido cerebral provocado pela ruptura de uma artéria cerebral, geralmente um pequeno vaso penetrante. Utiliza-se o termo espontâneo para designar todas as etiologias (ciência das causas) de sangramento, com exceção da traumática.

  

Como se desenvolve?

A Hemorragia Cerebral representa 10% do número total de acidentes vasculares encefálicos (AVE). Existem diversas etiologias para a hemorragia cerebral, porém, a hipertensão arterial sistêmica (HAS) continua sendo a principal causa. O aumento da pressão arterial causa enfraquecimento das paredes dos vasos penetrantes (geralmente ramos de artérias de grosso calibre), causando infiltração na parede do vaso de material lipídico e hialino (hipoialinose) – gorduroso e transparente – e formação de microaneurismas. O resultado dessa ruptura é uma rápida expansão do hematoma, que continua a crescer até que o sangramento pare devido à formação de coágulo ou por tamponamento (tampo) do tecido cerebral vizinho.

 

Há uma faixa etária de risco?

A HC tem uma incidência de 7 a 12 casos por 100.000 habitantes na população branca e de 28 a 32 casos por 100.000 na população negra. Essa diferença está associada à maior incidência de hipertensão arterial na população negra. Essa incidência era muito maior antes da década de 60, mas vem reduzindo devido ao início dos programas de controle da hipertensão arterial. De um modo geral se observa incidência aumentada nos pacientes entre 40 e 60 anos de idade. Existe um subgrupo de pacientes que apresentam um risco muito aumentado para o sangramento cerebral. Trata-se de pacientes adultos jovens, normalmente abaixo dos 55 anos de idade, fumantes e que deixaram de fazer uso de medicação anti-hipertensiva.

Publicidade

Calcule seu IMC