Índice deste artigo:

 FibromialgiaO tratamento da dor é uma das aplicações mais conhecidas da acupuntura no Ocidente. A técnica pode tratar os mais diversos tipos de dor, a partir de um diagnóstico preciso que identifique sua causa e garanta mais qualidade de vida às pessoas.

Nos últimos anos, a prática tem se mostrado muito eficaz para amenizar as dores e as limitações de pacientes que sofrem com a fibromialgia, dor crônica generalizada por todo o corpo, que atinge 2% da população, oito mulheres para cada homem. A idade do aparecimento da fibromialgia é geralmente entre 30 e 60 anos, porém há casos em pessoas mais velhas, crianças e adolescentes.

A fibromialgia já é conhecida há mais de 100 anos, mas se davam nomes diferentes para ela e não havia um consenso de como fazer o diagnóstico da doença. Hoje já possui características essenciais para o seu diagnóstico.

 

Sintomas

Dor, por mais de três meses, em todo o corpo e presença de pontos dolorosos na musculatura (11 pontos, de 18, que estão preestabelecidos) já indicam a doença. A alteração do sono na fibromialgia é frequente, afetando quase 95% dos pacientes e, com o sono profundo interrompido, a qualidade sofre uma queda e a pessoa acorda cansada, mesmo que tenha dormido por um longo tempo, aumentando a fadiga, a contração muscular e a dor.

A depressão está presente em 50% dos pacientes com fibromialgia, que por si só piora o sono, aumenta a fadiga, diminui a disposição para o exercício e aumenta a sensibilidade do corpo.

Ainda como sintomas da fibromialgia identifica-se a rigidez matinal, dor abdominal, cefaleias, tonturas, amortecimentos, dor torácica atípica, palpitação, sensação de aumento do volume articular, tensão pré-menstrual, incômodo psicológico como depressão e ansiedade, queixas cognitivas como problemas de memória e dificuldade de concentração. Em alguns pacientes, são encontrados pontos de intensa contração muscular, semelhantes a pequenos caroços: são os chamados "pontos-gatilho".

Publicidade

Calcule seu IMC